quarta-feira, 28 de março de 2012

Para o bebe...


Sogni D’oro com essências naturais de camomila e lavanda, Dolcezza di Mamma com essências naturais de tangerina e melissa, Respira Vivo com essências naturais de eucalipto e rosmaninho, tudo para o pequenino..

Quero :)

Coisas de grávida...

Hoje sinto tanta azia... Li um artigo que me fez perceber o porque deste mau estar...


"...A pressão que o útero exerce sobre o estômago vai aumentando à medida que o bebé cresce, o que torna as suas digestões cada vez mais dificieis. No entanto, se evitar comidas muito condimentadas, é possível que consiga aligeirar a sensação de azia; também não convém que se deite antes de fazer a digestão. Se a sensação de azia surge quando se deita, opte por colocar outra almofada debaixo da cabeça. “ a azia pode ser tratada de forma medicamentosa, sem qualquer prejuízo  para a grávida. Por volta do quarto mês  de gestação, é provável que comece a sofrer de obstipação, que se deve ao relaxamamento dos musculos intestinais, o que dificulta, ao mesmo tempo, a eliminação de gases, além de atrasar a digestão. Com o intuito de evitar este transtorno, coma várias vezes ao dia, pouco de cada vez, mastigue bem os alimentos e evite bebidas com gás, assim como fritos e comida picante..."



Hoje apetecia-me....


Hoje apetecia-me ir a uma florista e encher a casa de flores e mais flores... 

terça-feira, 27 de março de 2012

Sem acesso à internet :(


Aproveito para dizer, que infelizmente já não me á possivel visitar os vossos blogs durante a hora de almoço... Agora vai ser mais dificil vos visitar, uma vez que chego sp muito tarde a casa, mas de qualquer das formas aproveito o fim de semana para as actualizações... Beijinhos a todos ♥

segunda-feira, 26 de março de 2012

Susto

 

Esta noite acordei com medo, com muito medo! A minha barriguita estava muito rija e eu tive tanto medo que não estivesse tudo bem contigo bebe!!! Logo pela manhã liguei para a GO e ela, como era de esperar, deu-me nas orelhas por não ter descansado no fim de semana.... Fiz tudo, passei, limpei, lavei... Felizmente que tudo não passou de um susto!
Hoje vou ver se recomponho o meu soninho...

segunda-feira, 19 de março de 2012

Dia do pai

 

Hoje é dia do Pai. O meu pai sempre teve uma influencia muito grande na minha vida.. Foi ele que sempre me apoiou quando mais precisei, foi ele que sempre me defendeu, era ele que mais brincava comigo... Não quer dizer que a minha mãe não o fizesse, mas era uma pessoa demasiado ocupada para brincar connosco, sem tempo para "o que quer que fosse"... 

Com o meu pai era diferente... Sempre me senti a menininha do pai, apesar dele também ser uma pessoa extremamente ocupada. Fazia-mos os puzzles, jogava-mos Nitendo, jogava-mos raquetes na praia... Que boas recordações!

Ultimamente deixei de ter tanta proximidade com o meu pai.. Talvez por ter crescido, talvez por estar diferente e ter-mos pontos de vista diferentes... Será que somos assim tão parecidos e por isso a tolerância começou a ser menos?

Pai, só quero que saibas que te ADORO e que para irei ser sempre a tua menina!

Beijinhos

sexta-feira, 16 de março de 2012

quarta-feira, 14 de março de 2012

O tempo escasseia...


Perece que ultimamente não tenho tempo para nada.... Queria poder acabar o dia de trabalho ir para casa e dedicar-me exclusivamente a mim e aos meus, mas não pode ser :( Depois de um longo dia de trabalho tenho mais mil uma coisas para fazer... Enfim vida de mulher.. Eu gosto, mas podia ter um pouquinho de mais tempo.. Levamos o dia a dia num lufa lufa, para ganhar dinheiro com o objectivo de pagar as despesas. Dinheiro para o crédito da casa, que acabaremos de pagar quando tiver-mos 100 anos, dinheiro para o carro, dinheiro para pagar  acresce dos filhos... Ás vezes fico a pensar se valerá a pena tudo isto... Trabalhar para sobreviver! Enfim, é  a vida que levamos!

sábado, 10 de março de 2012

Já vi isto em algum lado :)


Não assuma que sabe exatamente porque é que o seu colega está a cometer erros. Fale com ele. Ofereça ajuda. Se nada funcionart, proteja-se

Guia para lidar com colegas incompetentes

Incompetente
Do site explodingdog.com
D.R.
06/03/2012 | 09:49 | Dinheiro Vivo

Não deve haver ansiedade maior no emprego do que aquela que se instala quando a incompetência de um colega nos afeta diretamente. É o mesmo que esperarmos por alguém que não nos passa o testemunho numa estafeta e saber que perderemos a corrida por isso. Fale com o seu colega, seja direto, mas nunca culpe, ajude. Não fulanize, ou a corrida acaba aí mesmo.

Numa tentativa de funcionar neste mundo cada vez mais complexo, as organizações estão elas próprias a tornarem-se também cada vez mais complexas. Estão alicerçadas em parcerias colaborativas, linhas pontilhadas e matrizes, sendo que todas elas significam que cada vez mais o seu trabalho depende do trabalho de outra pessoa. Quando um colega comete erros, esta interligação pode ser sentida como um grande obstáculo.
Mas um emprego em que não se interage com outros é quase impossível de encontrar, já para não mencionar que é algo entediante. Por isso, precisa de saber o que fazer para que as relações funcionem. Todos os especialistas em gestão concordariam que relações de trabalho positivas são essenciais para se fazer as coisas. E então o que é que faz quando um colega não está a fazer a sua parte e está a afetar o seu trabalho? Felizmente, lidar com os erros de um colega de uma forma produtiva poderá não só ajudar a remover obstáculos como também ajudar essa pessoa, e a si, a adquirir novas competências.
O que dizem os especialistas
O tipo de erros que o podem afetar variam muito. Um colega pode não cumprir prazos, não fazer o trabalho exigido, cometer erros nos cálculos ou até dar-lhe informações falsas. Isto poderão ser tudo erros inocentes alimentados por falta de conhecimento, experiência ou consciência, mas sem mais informação não poderá ter a certeza e não será capaz de agir.
Diagnostique o problema
O primeiro passo para lidar com o comportamento do seu colega é compreender o que se está a passar verdadeiramente. Tente determinar se o problema é de curta duração, como um problema pessoal em casa, uma carga de trabalho especialmente pesada ou um problema de saúde — ou de longa duração, como falta de competências ou uma adequação cultural fraca à organização. Como Allan Cohen, Professor Emérito de Liderança Global da Cátedra Edward A. Madden no Babson College e autor de Influence without Authority assinala: "O que não sabe é se a pessoa está a ter o apoio adequado de outros, se surgiu um problema não relacionado com trabalho ou se a pessoa possivelmente não compreende a questão como você." Este diagnóstico pode ser feito procurando indícios corroboradores de outros colegas e verificando se as suas ideias sobre a questão alinham com as deles. Deborah Ancona, Professora Emérita de Gestão da Catédra Seley na MIT Sloan School of Management e autora de X-Teams: How to Build Teams that Lead, Innovate, and Succeed, avisa que é importante "ser cuidadoso porque você não vai querer que todos vejam o problema se ainda não o viram."
Aborde o seu colega diretamente
A melhor abordagem é ir à fonte — falar com o seu colega diretamente. Esta conversa deve ter lugar num ambiente informal e privado e você deve seguir sempre as boas regras do feedback. Não acuse nem culpe o seu colega. Use exemplos concretos para explicar o que está a ver e o impacto que tem em si.
Richard Hackman, Professor de Psicologia Social e Organizacional da Cátedra Edgar Pierce na Universidade de Harvard e autor de Leading Teams: Setting the Stage for Great Performances diz: "Temos tendência para atribuir o que se está a passar de errado a um individuo e especificamente a algo que tenha a ver com a sua disposição." Isto é perigoso porque estará assim a atacar a pessoa — e não o seu comportamento. Mais importante ainda, para encontrar pontos em comum com o seu colega, discuta o problema no contexto de objetivos mútuos. "Você vai querer perguntar: 'O que podemos fazer para alcançar os nossos objetivos?' e não dizer: 'Estragou tudo de novo,'" explica Hackman.
Não assuma que sabe exatamente porque é que o seu colega está a cometer erros. Como Hackman sublinha: "Precisa de estar aberto a saber que está errado sobre a situação." Use um modo de inquérito e faça perguntas como "Passa-se alguma coisa?" e "Estou a ver ou interpretar mal a situação?" Na realidade, poderá descobrir que o seu colega não tinha consciência dos erros ou de como as suas ações eram encaradas pelos outros.
Ofereça ajuda e apoio
Se um problema de curta duração está a provocar os erros, como um momento difícil em casa ou uma doença na família, deve oferecer-se para ajudar. Poderá até considerar proteger a sua retaguarda como forma de desenvolver uma relação positiva. Como Ancona diz: "Este mundo tem tudo a ver com ligações e você não só não quer pôr em perigo a relação, como deseja desenvolvê-la." Proteger a sua retaguarda poderá significar ficar com trabalho extra, passar tempo a reverificar o seu trabalho ou oferecer-se para explicar aos outros colegas o que se está a passar. Mas não significa que deva mentir em nome do seu colega, nem uma mudança permanente nas responsabilidades profissionais. E só deve protegê-lo se tiver um acordo explícito de que a situação é temporária até às circunstâncias mudarem.
Se perceber que a fonte dos erros é um problema de longa duração, como falta de competências, poderá oferecer-se para ajudar a debater soluções. Talvez o seu colega possa encontrar um curso que o ajude a desenvolver as suas competências, ou dirigir-se ao chefe para pedir ajuda.
Raramente é boa ideia deixar que o colega continue a cometer erros. Cohen diz: "Em empresas muito competitivas, a tentação é deixar as pessoas morrerem pela própria espada. Mas nesses ambientes, valorize-se ainda mais quando não se deixa que as pessoas caiam." Ao ser generoso agora, está a fazer com que o seu colega incorra na obrigação de o ajudar no futuro. Esta reciprocidade é muitas vezes a base das fortes relações profissionais.
Proteja-se
É possível que descubra que o seu colega está a cometer erros intencionalmente para o prejudicar ou ficar com os louros do seu trabalho. "Estas situações políticas são muito mais difíceis de resolver," refere Ancona. Mas felizmente também são muito mais raras. Cohen conta que só conheceu um pequeno grupo de pessoas durante a sua carreira que são "verdadeiras serpentes." O seu conselho: "A última hipótese a considerar deve ser a de que o colega está a cometer erros deliberadamente."
Ancona propõe: "Poderá tentar confrontar a pessoa diretamente, na esperança de que isso o faça recuar." Se isso não resultar, poderá usar as seguintes táticas:
Torne o seu trabalho visível. Evite gabar-se. Use a voz ativa em vez da voz passiva. Por exemplo, tente dizer: "Preparei estas análises que mostram onde devemos investir recursos" em vez de "Estas análises mostram onde devíamos estar a investir recursos."
Ofereça-se para liderar uma apresentação em que houver trabalho em conjunto para partilhar. As pessoas pensam frequentemente que a pessoa à frente da sala é a líder, ou pelo menos uma das participantes mais ativas num projeto.
Fique com os créditos quando os merecer. Isto não significa que se gabe. Em vez disso, mostre o seu envolvimento ou diga ao seu chefe exatamente que parte do projeto é o resultado do seu esforço.
Nestas situações políticas, não diga mal do seu colega. Os comentários negativos refletem-se muitas vezes tão nocivamente em si como na pessoa de quem está a falar.
Quando o problema continua...
Apesar de todos os seus esforços e cuidado a lidar com a situação, é possível que os erros continuem. Isto não será apenas um inconveniente, já que poderá prejudicar a sua carreira. Os especialistas sugerem que adote algumas medidas para preservar a sua reputação. Se possível, evite trabalhar com essa pessoa no futuro. Se isso não for possível, poderá empregar algumas das mesmas táticas mencionadas acima se a pessoa estiver a compromete-lo. Também deve considerar abordar o seu chefe. Explique o que fez até à data e peça conselhos. Deixe claro que não está a pedir que ele intervenha.
Os especialistas concordam que a situação terá de ser muito grave como, por exemplo, o projeto em que está a trabalhar estar destinado ao fracasso, antes de se dirigir ao chefe do seu colega. Mas existe um grande risco de poder alienar o seu colega e danificar a relação permanentemente. Em muitas culturas organizacionais, falar com o chefe de uma pessoa poderá ser entendido como de uma pessoa que não gosta "de trabalhar em equipa.

Obrigada Bebé!


Hoje o meu filhote brindo-me com muitas festinhas na barriguinha.. Obrigada por me fazeres sentir-te!

quinta-feira, 8 de março de 2012

Mais uma prendinha :)




Dentro da barriga do Westie há uma inserção de alfazema-scented microondas - basta colocá-la no microondas por um minuto e ajudará o seu filho a sentir o calor e o cheiro. O perfume é  calmante, e ajudará a acalma-lo durante a noite. Dois-em-um, este incrível travesseiro também se transforma em um cachorro fofinho.Perfeitamente portátil para uso na cama ou em movimento! Este exclusivo Aroma Início Hottie é um vencedor claro, com todas as idades.

Hoje Brindaram-me com uma prendinha para o meu Francisco! Adorei

Velestina Vs Vasenol


Ando num grande dilema... Uma das coisa que me atormenta é o medo de ganhar estrias durante a gravidez, e por isso encho-me de creme de manhã e à noite... Inicialmente comecei a usar o Velastisa, aconselhado pela minha GO, depois conheci o creme gordo da Vasenol que também gostei... Neste momento estou a intercalar... à noite Vasenol e de dia Velastisa.

terça-feira, 6 de março de 2012

Comprar ou não, eis a questão?

Primeiras coisinhas

No Sábado não resisti e comprei algumas coisinhas para o meu Bebé.



Fiquei apaixonada por:



A chegada de um bebe traz coisas tão giras para a nossa casa :)

Calendário de gravidez - mês de Março



A data prevista para o seu parto é: 27 de Julho de 2012
Está na 20ª semana de gravidez
 mês anterior Março 2012 mês seguinte 
Domingo
Segunda
Terça
Quarta
Quinta
Sexta
Sábado
1
Continue a descobrir coisas novas. Sugere-se"Gravidez e Parto".
2
17ª semana de gestação e 19ª desde o UPM. O feto tem já 20 cm e pesa aproximadamente 240 grs
3
Já pensou no tipo de parto que mais lhe convém? Natural,cesarianaepidural, etc?
4
Sabia que o seu bebé recebe osnutrientes 1 a 2 horas depois de você ter comido?
5
O seu médico pode aconselhá-la a fazer uma outra ecografia.
6
A não ser que o seu médico o desaconselhe poderá continuar a terrelações sexuais.
7
azia é comum nesta fase. Coma pouco de cada vez e várias vezes durante o dia.
8
Tenha em atenção os desejos pouco normais de comer terra ou lascas de gelo. Este estado é mais conhecido por pica e é causado por um deficiência em ferro.
9
18ª semana de gestação e 20ª após o UPM. O feto tem 25 cm e pesa cerca de 300 grs.
10
O seu útero deve deve medir aproximadamente 20 cm entre o osso púbico e a parte superior do utero.
11
Se o bebé for uma menina, o útero já está formado e começou o desenvolvimento da vagina.
12
A pele do bebé está coberta por uma substância pegajosa que a protege de agressões.
13
Já decidiu se vaiamamentar o bebé ou se vai optar pelo biberão?
14
Sabe que não deve beber álcool nem fumar, desde o ínico da gravidez?
15
Procure manter uma boa postura e eleve os pés quando estiver sentada.
16
19ª semanas de gestação e 21ª após o seu UPM. O feto já mede 17,5 cm da cabeça à bacia e pesa aproximadamente 390 grs.
17
Se trabalhar procure fazerpausas durante o dia para descansar.
18
natação é um excelente exercício para esta fase. Fá-la sentir mais leve e descontraída.
19
Recomenda-se a leitura do "Guia da Mulher Grávida"
20
As aulas de preparação para o parto devem ser seguidas com atenção e assiduidade.
21
O contacto com outros pais, a participação em chats ou debates ajudam-na a esclarecer dúvidas.
22
Sabia que o bebé pode ter soluços? Não se preocupe, é normal.
23
20ª semana de gestação e 22ª após o seu UPM. O feto já mede 27 cm e pesa cerca de 420 grs.
24
Procure manter-se confiante e com uma boa auto-estima.
25
É importante que aumente a ingestão de fibras. Coma cereais inteiros, feijão cozido e pêssego com casca.
26
Um cabelo extremamente fino e suave chamado lanugo cobre o corpo do bebé.
27
As sobrancelhas já são vísiveis.
28
Desenvolve-se uma camada de gordura ou tecido gordo no bebé que tem como objectivo mantê-lo quente.
29
Os testículos começam a descair e os ovários ainda não estão bem localizados.
30
21ª semana de gravidez e 23ª após o seu UPM. O feto tem agora 28 cm e pesa cerca de 500 grs.
31
Já sabe do que precisa para manter a casa segura para receber o bebé?

E eis o que vai acontecer ao meu Francisco durante este mês de Março !